Como Evitar Fraudes?

Tem alguma outra dica contra fraude que a gente esqueceu? Avisa a gente!

Como é um Respirador PFF?

Identificação na Embalagem

Não vai dizer na embalagem que é N95. N95 é uma designação estadunidense sem valor jurídico ou técnico no Brasil. Eles vão se identificar como PFF3, PFF2, PFF1, P3, P2 ou P1.

Elas também conterão um selo do INMETRO ou da ANVISA.

Junção do Material

Não vai ser costurado. Eles utilizam uma técnica que funde o material com alta temperatura e impede vazamento.

Elásticos

Os elásticos são de boa qualidade e se prendem bem ao corpo do respirador e SEMPRE passam pela cabeça, NUNCA vão apenas até a orelha.

Clipe Nasal

Sempre terão um clipe de metal ou de plástico para moldar na região do nariz e evitar vazamentos.

Identificação no Respirador

Os respiradores terão as informações legais na frente ou no verso.

Repare a indicação do órgão certificados, o grau de proteção (se PFF1, PFF2 ou PFF3), o lote e o CA (documento certificados).

É possível consultar o CA no site consultaca.com.

Mas pode comprar na lojinha de material de construção?

Respiradores PFF e PF são mais comuns de serem vendidos de lojas de material de construção, de EPIs (equipamentos de proteção individual) e de pintura do que em farmácia. Procurando bem, é possível achar material de qualidade por um bom preço.

Evite comprar em marketplaces de internet. É mais aconselhável comprar em lojas conhecidas.

Não está barato demais?

A tecnologia utilizada na fabricação do respiradores não é complexa. É perfeitamente possível achar um respirador PFF2 de qualidade por 2 ou 3 reais.

E a versão infantil?

Não existe versão infantil dos respiradores PFF!

Porque os EUA tem muito problema com fraude de respiradores e o Brasil não?

Os EUA utilizam um padrão de respirador próprio que só é utilizado por eles o N95, N99, N100. O fato de não utilizarem um padrão global geral muita escassez de respiradores durante a pandemia e isso incentivou a ocorrência de produtos fraudulentos ou falsos.

O Brasil utiliza um padrão semelhante ao Europeu e tem diversas fábricas de respiradores no país.

Hoje o Brasil sofre com produtos importados da China que não têm autorização para serem vendidos no Brasil, os respiradores KN95 ou com marcas que vendem máscara de pano como se fosse N95, mas não de produtos semelhantes aos PFF sem eficácia.

Resumo Gráfico

Como reconhecer um respirador PFF legítimo? Descrição de poster informativo  O que é PFF? Peça Facial Filtrante Um respirador PFF é um tipo de EPI, um Equipamento de Proteção Individual. Como diz o nome, o objetivo é proteger a respiração de quem está usando.  Imagem de um respirador e setas indicando o que se encontra em sua embalagem:  o nome é RESPIRADOR, NÃO MÁSCARA! Algumas marcas usam o termo máscara de proteção respiratória.  Classe de proteção claramente visível Para proteger contra o vírus, deve ser PFF2 ou PFF3. Pode aparecer como PFF(2), PFF-2 ou PFF2. Geralmente em seguida vem a letra “S”, indicando que o respirador não protege contra óleos. Os SL protegem. A categoria S já é o suficiente contra o coronavírus.  Número do CA: Certificado de aprovação. Obrigatório! Verifique no site consultaca.com se o numero corresponde ao modelo.  Validade e número de lote: Obrigatório! Data de fabricação e prazo de validade. Pode ser escrita ou representada por um desenho.  NO VERSO DA EMBALAGEM: Instruções de uso, inclusive como realizar o teste de vedação e armazenamento; Informação sobre as aplicações; PFF2 protegem contra poeiras, névoas e fumos. Não haverá menção a agentes biológicos ou vírus, a menos que se trate de um respirador para uso hospitalar. Isso não significa que o respirador não proteja!  Preciso de uma máscara hospitalar? Um respirador PFF2 hospital passa por testes e ensaios adicionais para garantir proteção contra projeção de fluidos corporais sob pressão. São semelhantes aos testes realizados em máscaras cirúrgicas; esses respiradores cumprem o papel das duas a uma só vez. São importantes para dentistas, médicos e profissionais que possam ser expostos a jatos de sangue ou saliva, por exemplo durante uma cirurgia ou intubação. A eficiência de filtração é idêntica. Porém, somente os hospitalares podem alegar proteção contra riscos biológicos na embalagem do produto. Além do selo do INMETRO, eles possuem registro na ANVISA.  Imagem do selo: retângulo branco, SAÚDE escrito no canto superior esquerdo, número do OCP no canto inferior esquerdo. Inscrição "compulsório" no centro inferior. Inscrições do Ministério do Trabalho e Tecnologia e selo do INMETRO à direita.  SELO do INMETRO: Indispensável em toda embalagem de respirador descartável, exceto lotes produzidos durante a vigência da Portaria número 102/2020. Se a embalagem alegar amparo na portaria para não apresentar selo, confira no site do Inmetro se o lote foi aprovado pelo OCP!  OCP (xxx), Organismo de Certificação de Produto Efetivamente, é o OCP o responsável por realizar os ensaios, comprovando que o EPI atende às normas relevantes. Os mais comuns são o Instituto Falcão Bauer e o Bureau Veritas. Cada um tem seu código numérico e logo. Confira no site do INMETRO!  E a N95?  N95 é a designação usada nos Estados Unidos para o respirador tipo PFF na norma brasileira (NBR 13698:2011). Ele filtra no mínimo 95% das poeiras, névoas e fumos que estão no ambiente antes de as inalarmos. A norma brasileira é mais relaxada: exige 94%, não 95%. Existem também as classes PFF1 (filtra mais que 80%) e PFF3 (filtra mais que 99%). Só as PFF2 e PFF3 protegem contra bioaerossóis (como o coronavírus).   Fontes:  Norma NBR 13698-2011 - 42 CFR Part 84 Approval of Respiratory Protective Devices Portaria INMETRO número 102/2020  Organizado por @fvguima no twitter

EVITE COMPRAR RESPIRADOR KN95!
Eles não tem as mesmas características dos PFFs, não são certificados e nem são autorizados de serem vendidos no Brasil.